top of page
  • pactosantacruzpela

Primeira etapa de encontros do Pacto pela Paz encerra com empresariado

Iniciado em outubro, o Programa de prevenção à violência Pacto Santa Cruz pela Paz encerrou nesta semana a primeira fase de diagnóstico e de diálogo com representações da comunidade. Nos últimos encontros, realizados no Espaço Assemp e no Palacinho, instituições da sociedade civil e empresários foram ouvidos.

Segundo avaliação do secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Everton Oltramari, a aceitação e a receptividade de todas as instituições de Santa Cruz é o ponto alto desta primeira etapa. “O programa só dá certo se a comunidade se envolve. E felizmente a comunidade santa-cruzense acolheu a proposta. Isso nos dá motivação para que continuemos trabalhando na mesma intensidade, para que no ano que vem possamos intensificar as ações”, afirmou.

Em um dos encontros, no Espaço Assemp, a gerente do Sesc, Roberta Pereira, avaliou o Pacto. “É um programa excelente, é uma metodologia que impacta bastante na prevenção, atuando nas crianças, nas famílias. E muito importante porque ele projeta uma convergência de iniciativas que já existem, que podem ser potencializados dentro do Pacto. Enquanto Sesc, vamos contribuir para que realmente seja um sucesso”, declarou.

A presidente do Rotary Club Cidade Alta, Márcia Trinks, também avaliou a importância da iniciativa. “Seremos parceiros, sim, com ideias e com ações, porque também entendemos que a prevenção é a melhor alternativa. É um caminho mais demorado para se conseguir resultados, mas é o mais eficiente e mais barato”, disse. Quem compartilha da mesma ideia é a vice-presidente da Sociedade Cultural 25 de Julho, Celi Durante. “Quando a comunidade se une, tudo melhora. O Pacto é uma ótima oportunidade de fazermos a diferença na vida de nossas crianças e adolescentes”, afirmou.

O vice-presidente da Sociedade Cultural Beneficente União, conhecido como Uniãozinho, Clóvis Roberto Silveira também aprovou. “Já fizemos um trabalho com nossos jovens. E este programa só vem somar a tudo o que já estamos realizando”, disse ele.

Encontro com empresários

Cerca de vinte empresários locais prestigiaram a apresentação do Pacto pela Paz, ocorrido no Salão Nobre do Palacinho, com a presença da prefeita Helena Hermany.

Na ocasião, o diretor do Instituto Cidade Segura, Alberto Kopittke, detalhou as sugestões para envolver o setor empresarial no Programa. A principal delas, é o Banco de Oportunidades. “É uma medida de inclusão para adolescentes e jovens que são potenciais problemas no futuro. O Banco é uma forma de capacitar este jovem e inserir no mercado de trabalho”, explicou.

Outra iniciativa sugerida é a de implantar fábricas dentro do Presídio Regional de Santa Cruz. “É mais uma ideia que vocês, empresários, podem se engajar. Os estudos comprovam que um dos resultados disso é a queda considerável na reincidência. Isso é bom para o detento, bom para as empresas, e bom para a sociedade”, afirmou.

Após o encontro, o empresário Flávio Haas, avaliou o Programa. “Parabenizo pela iniciativa, acho excelente. Minha sugestão é de que o esporte seja uma das ações que devem receber uma atenção especial do Pacto, pois Santa Cruz tem vocação para o esporte, e é uma das formas de envolver nossos jovens em atividades positivas”, afirmou. Celso Müller, também empresário, reforçou a necessidade de capacitação dos adolescentes. “Gostei da dinâmica do Pacto, porque ele prepara nossa juventude para atuar no mercado de trabalho. Nossos jovens precisam dessa capacitação mais humana”, finalizou.

Cada Jovem Conta

Nesta semana, também houve a apresentação de uma das ações do Pacto pela Paz, ocorrido na Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmob). Denominado Cada Jovem Conta, a iniciativa tem como propósito fortalecer a rede de proteção que ampara crianças e adolescentes que apresentam fatores de risco. Participaram do encontro representantes dos setores de educação, saúde, esporte, cultura, entre outros segmentos. A ação foi apresentada pela presidente do Instituto Cidade Segura, e coordenadora do programa de educação socioemocional,

Tâmara Biolo Soares.

Pessoas, empresas e entidades que quiserem contribuir com sugestões para o Pacto pela Paz, poderá enviar pelo endereço eletrônico pactopelapaz@santacruz.rs.gov.br


0 visualização0 comentário
bottom of page