top of page
  • pactosantacruzpela

Santa Cruz convoca as forças vivas da sociedade a firmar um grande pacto pela paz

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul, em parceria com o Instituto Cidade Segura, formalizou na manhã desta quarta-feira, dia 6, no auditório da Assemp, termo de início para construção do Programa de Prevenção à Violência Pacto Santa Cruz pela Paz. Compareceram à cerimônia, que contou com transmissão ao vivo pelas redes sociais, a prefeita Helena Hermany, o vice-prefeito Elstor Desbessel, secretários municipais e representantes do Ministério Público, Defensoria, IGP, Polícia Federal, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Defesa Civil, Guarda Municipal, Exército, Susepe, 6ª CRE, Câmara de Vereadores, imprensa, entre outras instituições.

O objetivo do trabalho será engajar toda sociedade para construir um programa de prevenção baseado em evidências, integração e inteligência, com foco em crianças e jovens e suas respectivas famílias.

A empresa executora, possui um trabalho consolidado em várias cidades do país, com metodologia aplicada para reduzir consideravelmente os índices de violência no município, a exemplo do que ocorreu em cidades como Bogotá, Medellín, Nova Iorque, Niterói, Pelotas e Lajeado.

Ao se pronunciar, o secretário municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, Everton Oltramari, apresentou dados alarmantes acerca da violência no Brasil e ressaltou que a epidemia, antes concentrada nas capitais e regiões metropolitanas, avança a cada dia para os municípios do interior. “Infelizmente há alguns anos a atuação de facções e do crime organizado em nossa região é realidade. Nos últimos 10 anos já ocorreram 235 mortes violentas nas ruas da nossa cidade”, destacou.

Segundo ele, é preciso atacar as causas da violência e para tanto é necessário que haja mais investimento em prevenção. “O município não pode se omitir e jogar toda a responsabilidade do combate à violência nas forças policiais. Vamos nos unir e empenhar todos os esforços possíveis para disputar o futuro de cada criança que nasce e cresce em Santa Cruz do Sul e assim transformar nosso município em um dos mais seguros do Brasil”, disse.

Durante a cerimônia, o diretor executivo do Instituto Cidade Segura, Alberto Kopittke, apresentou em linhas gerais a proposta que será executada com base em evidências. A ideia do Pacto pela Paz é agir antes que o crime ocorra, alcançando as populações mais vulneráveis com ações planejadas nas áreas de educação, saúde, esporte, cultura, desenvolvimento social. Tudo será feito com base em evidências e as etapas de execução incluem diagnóstico, formulação do pacto e implementação dos programas e monitoramento permanente. O lançamento do Pacto Santa Cruz pela Paz deverá ocorrer em meados de março.

Alberto fez questão de destacar que a ação conjunta de estratégiasintegradas é fundamental para o êxito da iniciativa. Universidade, escolas, governo, igrejas, associações e entidades diversas deverão estar juntas em uma gigantesca coalizão de forças pela paz. Além dessas ações, que serão construídas de forma coletiva, o instituto colocará em prática projetos de educação socioemocional para crianças, com o propósito de reduzir a infrequência e a evasão escolar, e também para jovens com comportamento de risco.


Em seu discurso, a prefeita Helena Hermany reafirmou a crença na prevenção como a melhor forma de combater a criminalidade e como caminho mais eficaz para a garantia de um futuro digno e com mais oportunidades para as próximas gerações.“O programa Pacto pela Paz é a consolidação daquilo que eu venho defendendo em toda a minha vida pública. Precisamos abraçar cada criança dessa cidade e mostrar que existe um caminho na vida com amor e esperança, e que esta é a melhor alternativa para seguir”.


8 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page