top of page
  • pactosantacruzpela

Secretaria de Segurança debate melhorias no Programa de Vigilância Colaborativa

Expandir a proposta do Programa de Vigilância Colaborativa está entre as metas da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmob). Capitaneada pelo Ministério Público, em conjunto com as demais entidades da segurança pública, a iniciativa visa compartilhar imagens de câmeras de videomonitoramento, captadas por empresas de segurança privada, e compartilhadas com órgãos policiais. Atualmente, há 133 câmeras em funcionamento no município.



De acordo com o titular da pasta, Valmir José dos Reis, moradores e empresas que quiserem aderir ao programa, devem procurar a Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp). “A adesão da comunidade é fundamental neste processo de prevenção. Com o município, os órgãos de segurança e a população atuando em conjunto, maior a sensação de segurança na comunidade”, afirmou.



O valor para quem quiser contratar o serviço é de baixo custo, a partir de R$ 60 mensal. Pelo sistema, ainda existe a possibilidade de aproveitamento de câmeras, em que vizinhos podem compartilhar as imagens. Essas imagens podem ser acessadas em tempo real, e remotamente, e ficam gravadas em uma nuvem pelo período de sete dias. Mais informações sobre o serviço podem ser obtidas pelo telefone da Assemp (51) 3715-6844.





Reis salienta ainda que o município está fazendo sua parte para contribuir no Programa de Vigilância Colaborativa. Entre as ações, estão a substituição de lâmpadas comuns pelas de LED em pontos estratégicos da cidade, para facilitar a captação das imagens, e a pavimentação de ruas.



A ampliação do sistema de videomonitoramento e cercamento eletrônico é mais uma iniciativa do programa de prevenção à violência "Pacto Santa Cruz pela Paz".






11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page